As axilas são uma região muito sensível do corpo, principalmente nas mulheres. A depilação frequente, o atrito com a roupa e o uso de desodorantes com fórmulas abrasivas acabam por agredir a pele, provocando o escurecimento. Isso pode causar constrangimento nas mulheres na hora de ir à praia ou à piscina – e incomodam principalmente porque dão a impressão de que a região está suja.

No caso de manchas nas axilas, o factor pode ser familiar, uma dermatite de contato ou por trauma. Para tratá-las, não bastam só os clareadores, mas também eliminar a causa externa se houver.

O melhor é usar métodos depilatórios menos traumáticos, ou seja, evitar as ceras, Já para quem usa lâmina ou creme depilatório com muita frequência pode ter esse problema, pois ambos irritam a pele - que acaba por reagir produzindo melanina. A melhor solução é mesmo investir em técnicas como a Luz Pulsada Intensa, que além de eliminar definitivamente o pêlo, tem também como benefício clarear a pele.

Aparecimento das manchas
As axilas possuem tendência natural a manchar. E a depilação contribui: ao ser agredida, a pele reage com um aumento na produção de melanina, o que causa o escurecimento. Alterações hormonais e exposição ao sol também propiciam o surgimento da marca.

Como prevenir
Protetor solar é a palavra-chave. Isso significa usar protector todos os dias! Nas 24 horas seguintes após a retirada dos pêlos, não passe desodorante e evite calcinhas e calças apertadas.

in Guia Campos