A depilação ultrapassou a barreira do género. Hoje em dia os homens também se depilam.

Tudo começou com os nadadores de elite, que queriam ter uma pele tão lisa como a dos peixes, para bater recordes, e o seu exemplo foi seguido por outros desportistas.

Os homens preferem a depilação definitiva porque é rápida e cómoda. Também é eficaz para tratar algumas patologias do pêlo como a foliculite (inflamação dos folículos pilosos) e o hirsutismo (pêlo forte em zonas pouco comuns).

Cuidados e limitações

A depilação definitiva tem, no entanto, algumas condicionantes:

·         Não se realiza na parte interna da sobrancelha, por ser pouco seguro para o globo ocular.

·         Nos homens, as zonas que respondem melhor a esta depilação são o tórax e o abdómen, e as costas, embora em menor escala.

·         No caso da barba, não a elimina, mas ajuda a perder a densidade e a não sofrer irritações quando se barbeia.

·         Em cada sessão perde uma percentagem de pêlo que não volta a crescer. Mas se for um homem jovem, enquanto os seus níveis de hormonas masculinas forem altos, está sujeito a um estímulo contínuo de crescimento de pêlo nas zonas androgeno-dependentes, entre elas a barba. Neste caso, uma vez finalizado o tratamento, vai precisar de sessões de manutenção de vez em quando.

·         É recomendável alcançar o desenvolvimento da puberdade completamente para conseguir os melhores resultados.

·         A depilação definitiva não elimina os pêlos brancos nem o pêlo fino e loiro, «a não ser que sejam escurecidos com produtos específicos para o efeito», explica Orlando Martins. No entanto, antes de o fazer, consulte-se com o seu dermatologista sobre os produtos indicados para si.

·         A depilação definitiva não pode ser realizada em fototipos muito altos (pele muito escura ou negra) e é contra-indicada em peles bronzeadas.

·         Se tiver tanto a pele como o pêlo escuros ou claros (sem contraste entre si); ou a pele escura e o pêlo castanho claro, não há problema, mas terá de tomar mais precauções.

Não a pode fazer se tiver algum destes problemas:

Acne severa: É necessário esperar que a pele esteja limpa.

Psoríase activa: Quando tem placas.

Herpes simplex activo: Quando aparece uma bolha no lábio. Mas, em estado latente, pode depilar-se.

Infecção de qualquer tipo e febre: Tem de esperar até estar completamente curado.

Diabetes tipo 2: É necessário consultar o seu médico de família ou especialista antes de decidir submeter-se a uma depilação a laser.

Epilepsia: É melhor optar por outro método.

Tratamentos com determinados medicamentos: Ácido retinóico, alguns antibióticos ou outros produtos que provoquem fotossensibilidade.

in Sapo Mulher