A Brazilian Wax, ou depilação brasileira, virou tendência nos Estados Unidos, sobretudo em Nova York, depois que as J. Sisters viraram hit entre as mulheres antenadas. O estúdio de beleza comandado por sete irmãs brasileiras decretou a técnica libertária que deixa uma porção ínfima, ou nula, de pelos pubianos, segundo o jornal Globo.

A adaptação à ala masculina foi baptizada de Brozilian, leia-se depilação brasileira masculina. Mas antes de torcer o nariz para a ideia, a notícia é que, além da parcela gay que sempre investiu na sacada, homens heterossexuais têm apostado na técnica e há algumas razões.

A inspiração óbvia vem dos astros pornô que atuam completamente lisos, outra surge do incentivo das mulheres – que omitem o desejo feminino de ver o homem sofrer pela beleza como elas sofrem –, a mais notória vem de famosos que são flagrados no auge de sua vaidade e há ainda a publicidade feita pelas próprias profissionais do ramo durante o atendimento aos homens que frequentam cada vez mais os salões.