As axilas são uma região do corpo muito sensível, pelo que devem ser tratadas com cuidado. A maioria das mulheres depila as axilas para as deixar lisinhas e cuidadas, mas os métodos de depilação mais frequentes, como a cera e a gillete, podem agredir as axilas e provocar problemas como manchas, vermelhidão, e escurecimento da pele.

Além da depilação, existem outros factores que provocam o escurecimento das axilas, como desodorantes com uma concentração elevada de álcool, o calor e a obesidade.

Segundo disse a dermatologista Miriam Sabino ao jornal Correio do Estado, o peeling ou a luz pulsada são capazes de clarear as axilas, deixando-as lisinhas e bem cuidadas.

Miriam Sabino explica como estes métodos podem ajudar a clarear as axilas.

Peeling
O peeling é um tratamento muito eficaz, já que queima a região escurecida. No peeling é usada uma substância ácida para queimar a região, esta queimadura superficial provoca uma descamação e consequente remoção da hiperpigmentação total ou parcial da pele, mas, por ser superficial, o tratamento não resolve os casos em que a área está escura demais.

Luz Pulsada

No tratamento com a luz pulsada, as axilas recebem disparos de raios luminosos que destroem a melanina acumulada na pele. Durante a aplicação, o disparo da luz pode provocar uma picada na pele e a sensação de ardor, que desaparece em poucos minutos.

Tendo em conta os conselhos da dermatologista, a RIO IPL 8000 é uma boa solução para as axilas escuras. Afinal, esta máquina de depilação definitiva foi desenvolvida com base na tecnologia de Luz Pulsada Intensa, pelo que, ao mesmo tempo que elimina o pêlo, clareia as axilas.

Cremes

Se você está no grupo de mulheres que não costuma procurar centros estéticos, pode experimentar os desodorantes que prometem ajudar a reverter o problema.