Entraram no mundo da estética em passinhos de lã. Descobriram a depilação definitiva por motivos profissionais, mas decidiram ficar por motivos pessoais. Aos poucos, perceberam como as mulheres gostam mais deles sem pêlos, com a pele lisinha e suave, e que isso não os torna menos homens que o Tony Ramos.

Agora, além de cliente assíduos, os homens reconheceram também o potencial de negócio da depilação, e muitos já abriram empresas e clínicas nesta área.

É o caso de Enrico Damasceno Montes, segundo conta o site Economia, do portal IG. "Quando se formou em publicidade há dez anos, percebeu na clínica da sua mãe uma oportunidade de mercado. Foi assim que surgiu em São Paulo, no Brasil, a Garagem Estética Masculina, que atende exclusivamente homens", explica o site. "Os métodos dos tratamentos de beleza oferecidos por Montes não diferem dos de outros centros de estética. A grande diferença é a exclusividade do público, que deixa os clientes mais confortáveis".

Enrico explica: "Temos clientes que vêm aqui para pintar o cabelo porque não se sentem à vontade noutros cabeleireiros. Depois de um certo tempo, eles acostumam-se e quando percebem já estão a fazer outros serviços, como a depilação".